Licença à adotante

O benefício a que fazem jus as servidoras públicas mencionadas no caput será igualmente garantido a quem adotar ou obtiver guarda judicial para fins de adoção de criança, na seguinte proporção (§3º, art.2º do Decreto Nº 6.690/2008):

I - para as servidoras públicas em gozo do benefício de que trata o art. 71-A da Lei nº 8.213, de 1991:
a) sessenta dias, no caso de criança de até um ano de idade;
b) trinta dias, no caso de criança de mais de um e menos de quatro anos de idade; e
c) quinze dias, no caso de criança de quatro a oito anos de idade.

 
II - para as servidoras públicas em gozo do benefício de que trata o art. 210 da Lei nº 8.112, de 1990:
a) quarenta e cinco dias, no caso de criança de até um ano de idade;
b) quinze dias, no caso de criança com mais de um ano de idade. (DECRETO Nº 6.690, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008)
 
Trâmite:
1. Servidora encaminha documentação para PROGEP (relação abaixo)
Obs: A documentação pode ser encaminhada para o email da Secretaria (secretaria.cgp@ufop.edu.br) e, assim que possível, o Requerimento padrão original deve ser enviado à PROGEP (pessoalmente ou via Correios).
2. PROGEP confere a documentação, solicita a capa do processo à Divisão de Comunicação Institucional (DCI) e apensa os documentos.
3. PROGEP prepara a Portaria PROGEP que concede a licença à adotante.
4. A Portaria é assinada pelo coordenador de gestão de pessoas.
5. Processo (com Portaria anexa) é encaminhado à Área de Registro e Cadastro (ARC) para registro e providências.
6. PROGEP encaminha cópia física da Portaria à interessada e ao Departamento/setor.
7. PROGEP envia a Portaria para publicação no Boletim Administrativo da UFOP.
8. ARC devolve o processo à PROGEP após o lançamento dos dados no sistema.
9. Processo é arquivado na PROGEP.

 

Documentos necessários para abertura do processo:
- Requerimento padrão CGP com a indicação da data de início da licença à adotante e assinatura da requerente.
- Termo de Guarda.